Navigation bar

(Animation) Que há de novo
Deus é parcial? É justo salvar apenas alguns?



  Povos do Mundo. Ilustração registrada por Eden
Communications.
This article is also available in English: Is God biased; why save only some? English Answer

Jesus, no seu Sermão do Monte, uma vez disse,

"Entrai pela porta estreita; pois larga é a porta, e espaçoso o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ela" (Mateus 7:13, NASV).

Se é verdade que muito mais pessoas acabarão espiritualmente perdidas do que salvas nesse planeta, como podemos considerar Deus justo?

Se por “justo” nós queremos dizer que Deus é absolutamente eqüitativo em como Ele se relaciona, ou abençoa, a cada indivíduo, então nós criamos um critério que não corresponde à realidade. Dois indivíduos --nem mesmo clones-- poderiam jamais receber exatamente os mesmos dons e circunstâncias na vida. Mas se por “justo” nós queremos dizer decente, honesto, bom, gracioso, e objetivo—então sim, Deus é eminentemente justo a todos os homens.

Há também, claro, a visão de que Deus, o único que conhece e que é capaz de moldar cada nuance e detalhe da personalidade, da consciência, das origens, circunstâncias de vida, respostas a estímulos gerais e habilidades de um indivíduo, já foi completamente eqüitativo (se isso existir) em seu relacionamento com os homens.

(Daryl E. Witmer)

Mas… se um homem não puder escolher Deus até ou a menos que Deus o tenha escolhido primeiro, e o tenha aproximado de Si em graça (João 6:44), e se Deus não se aproxima de todos os homens igualmente, ou oferece exatamente a mesma oportunidade de ser salvo a todos os homens, então isso certamente indicaria que Ele está sendo parcial.

Considere…   

Cerâmica. Illustração registrada.
"…quem és tu, ó homem, para discutires com Deus? Porventura pode o objeto perguntar a quem o fez: "Por que me fizeste assim?"   —Romanos 9:20

"Porque para com Deus não há acepção de pessoas"   —Romanos 2:11

"Parcialidade, no sentido em que os que fazem objeção a Deus costumam usar essa palavra, é impossível no contexto da graça. Ela existe apenas na esfera da justiça, na qual as pessoas envolvidas têm certos direitos e reinvindicações."   —Loraine Boettner
      (in A Doutrina Reformada da Predestinação, © 1932 P&R Publishing)

"A Condenação é legada aos pecadores por débito, justiça e mérito, enquanto a Graça concedida àqueles que são libertos é gratuita e imerecida, para que o pecador condenado não alegue não merecer sua punição, ou para que o santo não vanglorie-se como se merecesse sua recompensa. Além disso, não há acepção de pessoas no curso desse procedimento."   —Agostinho

"Se for objetado que Deus deve dar a cada homem uma oportunidade de ser salvo, nós replicamos que a chamada concede uma oportunidade de ser salvo a todo homem que ouve a mensagem. A chamada é: 'Creia no Senhor Jesus Cristo e tu serás salvo.'"   —Loraine Boettner
      (in A Doutrina Reformada da Predestinação, © 1932 P&R Publishing)

"Um mendigo que desdenhosamente rejeita uma nota de cinco dólares oferecida por um homem benevolente não pode culpá-lo de avareza porque depois da rejeição dos cinco dólares aquele homem não lhe deu dez."   —W.G.T. Shedd

"Se for questionado 'Por que Deus não deu as mesmas bênçãos a todas as pessoas?' nós podemos simplesmente responder que isso ainda não foi completamente revelado. Nós sabemos que na vida real Ele não trata a todos da mesma forma. Por sábias razões conhecidas apenas pelo próprio Deus, Ele deu a alguns bênçãos que estes não mereciam… e negou a outros dádivas que Ele não tinha nenhuma obrigação de conceder."   —Loraine Boettner
      (in A Doutrina Reformada da Predestinação, © 1932 P&R Publishing)

R.C. Sproul diz, "Nós questionamos sobre o ser justo. Eu não acho que Deus deve isso a ninguém que não quer que Cristo lhe dê o desejo daquilo de que necessita. Ele não deve isso a ninguém. O problema é que se Deus faz isso por alguns, por que Ele não faz por todos? Só posso dizer que não tenho idéia do porquê de Ele não fazer isso por todos. Mas eu sei de uma coisa e te peço que pense nela cuidadosamente: Só porque Ele o faz por alguns não quer dizer que Ele tenha que fazer por todos. Deus sempre reserva essa prerrogativa 'Eu terei misericórdia de quem Eu tiver misericórdia'. Não cabe a nós dirigir a misericórdia de Deus". (R.C. Sproul in Agora, Isso é uma Boa Questão, © 1996 Tyndale). Ênfases adicionadas.

Dick Dowsett, um missionário da Overseas Missionary Fellowship, reflete: "Eu acho duro pensar em meus vizinhos líbios, sabendo que aparentemente não há nenhum cristão líbio conhecido hoje. Seríamos extremamente insensíveis se não buscássemos alguma maneira pela qual ao menos alguns deles possam ser salvos.

Entretanto a maneira bíblica de alcançar isso não é procurando dicas nas Escrituras para estimular nosso pensamento desejoso. Ao invés disso, é pela amorosa e custosa amizade e pelo evangelismo de cristãos comprometidos que os líbios serão conquistados. Nós não podemos culpar nossos ancestrais por suas relações com o Islã se não procurarmos fazer correções dando aos muçulmanos a chance de ouvir o Evangelho quando eles vêm aqui." (Deus, Isso Não é Justo, de Dick Dowsett, © 1982 by Overseas Missionary Fellowship, antiga Missão no Interior da China. Reimpresso em Abril de 1983. Citação do cap. 4. Usado com permissão.)

E aqueles que nunca ouviram a Palavra de Deus?

Homem na África. Ilustração registrada.A posição cristã tradicional sobre esse assunto é que ninguém jamais será salvo senão por Cristo. O próprio Jesus certa vez afirmou categoricamente: "Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim." (João 14:6) Mas e no caso de um nativo tribal que vive em alguma selva remota da África e que nunca ouviu de Jesus Cristo, o que Deus fará--se Ele é de fato um Deus justo?

Muitos teólogos ensinam que "Deus dará vida eterna a qualquer um que responder sua revelação geral através da natureza e da consciência… [entretanto isto] não significa que uma pessoa pode ser salva sem Cristo. Isso seria como se o sangue de Cristo ou o seu sacrifício fosse aplicado àquela pessoa mesmo que ela não tivesse nenhum conhecimento consciente de Cristo." (como citado por William Lane Craig em um debate ocorrido na Igreja da Comunidade de Willow Creek, em 27 de Junho de 1993). Romanos capítulos 1 and 2, em referência à revelação geral de Deus na Criação do mundo, são frequentemente citados para responder isso. Mas essa posição é uma inferência, ela não se encontra explicitamente em nenhum lugar da Escritura.

O que acontece de verdade a aqueles que não ouviram do Evangelho de Cristo depende de vários fatores.

  1. Depende antes de mais nada (mas não exclusivamente) de como eles responderam à revelação de Deus na natureza. No caso daqueles que negligenciaram ou rejeitaram essa revelação geral (sem dúvida é o caso da maioria daqueles que nunca ouviram de Cristo), eles estão perdidos, condenados por toda a eternidade a um verdadeiro inferno. Mas note—eles não são condenados pelo que eles não ouviram. Eles são julgados pelo que eles ouviram e rejeitaram. Neste sentido, de acordo com o que R.C. Sproul corretamente afirma, "Não pessoas inocentes no mundo."

  2. Neste caso, entretanto, daquele que nunca ouviu de Cristo, mas que sinceramente adora a Deus da forma com que O conhece, e vive em concordância com leis morais como ele as compreende, nós temos alguma sustentação (Atos 10 et al) para crer que Deus tem prazer em garantir uma revelação especial futura abrangendo o Evangelho de Cristo, o qual alguém pode, então, aceitar ou rejeitar. Exatamente como ou quando Deus arranja tal revelação? Poderá I Pedro 3:18-20 or 4:6 de alguma forma ser correlato com Romanos 2:16 aqui? A Escritura permite que muitos detalhes como esses permaneçam ocultos, mas é inequívoca com o fato de que Deus julgará com perfeita justiça (Salmo 98:9). (Seria isso o que está acontecendo em uma ampla base do mundo muçulmano hoje?)

Todos esses detalhes parecem de alguma forma triviais para você? Esteja certo de que não são! De fato, este assunto em toda a sua sutileza é absolutamente crítico. Entre outras coisas, por exemplo, uma exegese bíblica correta desse assunto provê um incentivo sem igual para a continuação da missão cristã de proclamar o Evangelho de Jesus Cristo até os confins da Terra. Como Romanos 10:14 diz, "Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?"

Veja também…

  • Soberania de Deus, eleição, e o lívre arbítrio do homem - O que a Bíblia diz? Resposta
  • Por que os cristãos insistem que alguém precisa crer somente em Cristo para ser salvo? Resposta
  • Eu sou bom o suficiente para ir para o Céu? Resposta
  • Quão bom é bom o suficiente? Resposta

Autor: Compilado por Daryl E. Witmer do AIIA Institute. Editado por Films for Christ.

Traduzido por Thiago

Copyright © 2001, AIIA Institute, Todos os direitos reservados - exceto as prescrições da página “Usage and Copyright” , que garante aos usuários de ChristianAnswers.Net o direito de uso dessa página em suas casas, em testemunho pessoal, igrejas e escolas.

Visite AIIA Institute's Web site

ChristianAnswers.Net
Christian Answers Network
PO Box 1167
Marysville WA 98270-1167        

ChristianAnswers.Net
CAN Home
Shortcuts
Christian Answers Network HOMEPAGE and DIRETÓRIO